Anões de Val-Roren

Uma das raças mais longevas e antigas em Val-Roren, kharzov são os mestres indisputados em construtos e runas, e mercadores de renome. Sua cidade-fortaleza, Hilden, fica acima das nuvens, fora de vista, mas a cada 7 anos ela desce dos céus por um ano.

Criativos e inventores, kharzov também são entusiastas de sua história e tradição. Tendem a ser perfeccionistas, e suas criações são feitas para durar, como eles.

Sociedade:

A sociedade kharzov é desprovida de classes, exceto pelo Conselho dos Anciãos, um grupo de 5 representantes da raça responsável por manter a fortaleza flutuando, entre outras decisões. Fora isso, todos os membros da sociedade são iguais e livres.

Casamentos são realizados entre famílias, muitas vezes como parte de um negócio quanto sentimento. Crianças são criadas pelos pais, e incentivadas a encontrar uma vocação. É bastante comum clãs de famílias focados em uma área específica, como artesãos, ferreiros, mercadores, etc.

Embora não sejam predominantemente militares, todo kharzov recebe noções de treinamento e de combate como parte de sua formação. Hilden possui uma pequena força militar, composta pela guarda da cidade e milícias convocadas em tempos de conflito.

Suas vestimentas são simples, mais práticas do que cerimoniais. A arquitetura reflete esses princípios, dando mais valor à praticidade do que beleza.

Descrição Física:

Kharzov vivem em média de 300 a 400 anos, e são considerados adultos após a marca de 120 anos, ou quando realizam um feito digno dos registros de sua cultura.

São menores do que humanos, com o mais alto não ultrapassando 1,50m, feito raríssimo. Sua constituição é mais robusta, e seus corpos, embora mais baixos, são mais fortes e pesados. Seus cabelos e barbas vão do castanho escuro ao ruivo flamejante, com o ocasional loiro e preto, e olhos castanhos ou pretos.

Religião e Diplomacia:
Criados por Gorram, o Aspecto da Criação, o culto à uma de suas máscaras é comum entre os Kharzov, que a cada 3 anos celebram seu criador com um festival grandioso, que premia os melhores artesãos de Hilden.
Kharzov mantém relações diplomáticas estáveis com os outros reinos. Sua posição única como fortaleza móvel lhes permite estabelecer conexões comerciais que de outra forma seriam improváveis.

Aventureiros:
É um ritual comum, embora não oficial, que jovens kharzov deixem a fortaleza de Hilden quando ela se aproxima do continente, viajando e aventurando-se por um, ou até dois ciclos, para se familiarizarem com as diferentes culturas e formas de produção do mundo abaixo. Às vezes um cidadão comete um crime terrível, e é banido para sempre da fortaleza, a perambular sem lar pelo resto da vida.

Anões de Val-Roren

Adûn alvaro_bernart